domingo, 25 de abril de 2010

Um pouco de tudo que penso

Já dei um passo no escuro, só me falta encontrar o interruptor!

“Um tropeço ensina mais do que o sucesso” Leoni.

J EXISTEM VERDADES QUE NÃO MERECEM SER DITAS!! J

manipula no silêncio... um silêncio mal resolvido

Quem tem pressa é o coelho de Alice no país das maravilhas,

“Só enxergo o que eu não posso ter, mas se qualquer dia eu conseguir, vai perder a cor, desaparecer, como tudo o que me fez feliz...” Leoni – de novo!J

e quando eu morrer, vai ser feriado universal! Hua!

amanheceu é hora de dormir, nesse nosso relógio sem órbita” Herbert Vianna.}, nesse meu eterno relógio sem órbita. Nessa minha vida desregrada e boêmia...

Se teimosia matasse, você sabe que nós dois não teríamos nascido,

Esse é antigo

É impressionante como alguns fatos mostram de forma integral o poder que protege, guia, rege e serve ao povo brasileiro. É somente em momentos de necessidade que podemos perceber o quanto existem pessoas capacitadas trabalhando para o bem estar da nossa população.

Por exemplo, no caso de São Paulo, sobre o desastre de uma “cratera” de 8 METROS de largura e não sei quantos de profundidade, tive a oportunidade de ler a entrevista de algum daqueles responsáveis pelo local, declarar com orgulho, que já tinham SEIS! SEIS BOMBEIROS trabalhando no local! Prestem bem atenção, NÃO ERAM SEIS EQUIPES, eram exatamente SEIS BOMBEIROS! Fiquei me perguntando, sobre se não seria gente demais pra trabalhar em algo tão pequeno e insignificante! Pareceu-me um exagero! Mas, como não sou especialista na área, só posso desejar sorte aos escolhidos para uma tarefa tão simples. E também, torcer para que parem de desperdiçar bombeiros assim, com situações tão sem urgência!

Outro caso também interessantíssi(ssissississí)mo, é a situação da (falta de) segurança do Estado do Rio de Janeiro, mais propriamente da cidade e dos sub-bairros, do que das cidades do interior.

O fato é que agora o Rio conta com a ajuda do exército. Até então, ótimo! Só poderíamos ficar contentes e satisfeitos. No entanto, a questão é: a segurança foi providenciada para proteger a população, ou para proteger às autoridades e aos gringos?

Oras, o exército está previsto para ficar somente até o mês de julho, mais ou menos quando acaba o Pan, logo, acho que já temos a nossa pergunta respondida!

Depois dos jogos Pan-americanos, aí sim, volta tudo ao normal! O fogo volta a queimar ônibus, os assaltos poderão voltar a acontecer em qualquer lugar, as balas dos traficantes poderão novamente voltar a circular em paz!

O incrível é a forma com a qual as coisas são feitas. Parece que é tudo muito bem arquitetado para o bem estar da população, no entanto, toda e qualquer medida tomada em benefício do povo visa apenas alguma promoção política, uma fama de herói, usar o próprio poder para propaganda que gere fins lucrativos.

Nada que seja verdadeiramente para o bem estar da sociedade, nada que seja para o desenvolvimento da comunidade. Tudo que se faz para agradar ao povo tem uma segunda intenção.

Quando se fazem obras para melhorias, quase nunca as melhorias correspondem ao valor que foi pago nelas. Quando se distribui renda para enfeitar uma escola de samba, essa renda não estaria disponível se fosse para ser usada na área da educação! Distribuir cultura sim, mas deixar de dar assistência à educação não. Porque a falta de educação gera uma cultura pobre, digo pobre, porque descente de uma origem miserável .... bla bla bla.

Oh! Q mistério profundo é este que envolve o tráfico de drogas, de armas e de corpos velados diante da presença da polícia militar, diante das ditas autoridades governamentais eleitas para proteger ao povo; que prometem dar ao povo uma paz profunda e significativa em todas as áreas da vida de uma pessoa... porém, não há paz que sobreviva a miséria e ao desgosto de viver as margens das sociedades que nos cercam.

Nesta paz que o cidadão de bem não tem, e nem encontra previsão de ter, desta paz que o cidadão de bem nunca se serve, da paz a qual o cidadão de bem nunca tem direito.

Brasil

É com “S” que se escreve essa palavra E ainda que fôssemos importados, seríamos de Portugal, não dos EUA.

Dizer que sou brasileira com orgulho é difícil, por outro lado, amar a um país perfeito não teria graça, o brabo mesmo é amar a um filho feio, que nunca tem pai. E nesse caso, um país que não tem ninguém por ele.... os filhos deste solo não são tão gentis o quanto dizem de sua mãe. Acho que a mesma, apesar de tão gentil, esqueceu de dar a seus filhos educação!!

Brasil, gerado pelo medo,

(dos portugueses, que fugiam da invasão que sofreriam por não se aliarem ao país que tem a “Cidade das Luzes”).

Brasil, sustentado pela gana dos vencedores,

(Inglaterra),

Brasil, endividado até a alma pelos pecados de seus pais.

Pobre criança! Tão pequena, e já com tantas dívidas, com tantas marcas... tão rico, e servindo apenas de exílio, servindo apenas para ser explorado em seu lado mais forte.

Pobre criança! Até hoje sendo catequizada por podres poderes de diferentes épocas.

Pobre criança, que vive como Peter Pan, na Terra do Nunca, que nunca cresce, que nunca se mantém. Que vive órfã, explorada como toda criança largada.

Tenho pena de ti meu país, pois como tu, está o teu povo: largado, abandonado, explorado, indefeso diante dos grandes poderes inúteis. Tudo o que posso fazer, é levantar a minha voz num pedido de mudança, numa súplica que provavelmente nunca será atendida, e quem sabe, até talvez, acabar como todos aqueles que lutaram pelo seu bem, como todos os que lutaram por uma ideologia de vê-lo forte e amadurecido.... enforcada, ou, a tiros numa favela qualquer, tentando levar educação a esses seus filhos, fruto da fuga e da exploração, não tiveram condições de criar.

Lauraine Santos

Trechos das minhas cartas!

É essa mistura de sonho e pesadelo que me confunde. Essa realidade que parece sonho, esse sonho que a cada segundo quer tornar-se pesadelo.... Esse meu querer que cresce sempre, e é quase incontrolável, enquanto eu não consigo definir se arrisco te ter por alguns segundos, ou se vou desde já me dando por vencida, e me acostumando a viver sem você; vou me acostumando com o dia que não mais te terei, e vou antecipando o meu sofrimento que é mais certo do que o meu sorrir por tê-lo.

E a dor, a agonia, o amor e a lágrima fazem parte do meu corrosivo sofrer, e todo dom é quase inútil por não poder tê-lo tanto o quanto o desejo. Mas de qualquer forma, obrigada por você ter existido na minha vida; você foi tudo e mais um pouco, que fez eu me perder de mim quando se foi, e nunca mais voltou... Você ainda faz as palavras perderem os valores reais. (01/03/04)

Não quero perder nada

Existem tantas coisas que eu gostaria de te dizer, e tantos momentos que eu gostaria de recordar, tudo o que eu queria era te rever, mas o seu brilho parece sempre me cegar. Só não consigo te ver, mesmo querendo te ter, prefiro não correr o risco de te perder; não quero perder mais nada, não quero perder você, e prefiro me cegar com o teu olhar me condenando, do que ter que me fingir de viva diante da tua total ignorância à minha presença, mas não quero perder mais nada. Mais nada... nem você!

Na primeira vez não te tive, na segunda te perdi, e na terceira, nunca mais te encontrei, desde então, vivo cada dia o seu mal, como se tudo fosse último a cada segundo. Penso no quanto errei em ter te machucado, não consigo me perdoar por tê-lo feito sofrer. A tua ferida ainda me dói, e ainda é do teu olhar que eu não consigo me libertar... ainda é o teu sorriso que me faz feliz. Eu nunca te quis mal, apenas não sabia o que queria, aliás, não sabia o que querer para mim, mas sempre desejei-te o bem. Desculpe-me por ter sentido medo de ser feliz ao teu lado, eu só não queria te fazer sofrer... e foi que eu acabei fazendo. Causei-lhe o mal que jamais desejei a ninguém: te fiz sofrer por me amar. Jamais imaginei que eu fosse tão medrosa, e por causa do meu medo, agora mais do que nunca, temo, é em não encontrar a felicidade longe de você. Parabéns! Você continua sendo o homem perfeito.(18/02/04)

Destinos

Acho que os nossos destinos estão mesmo traçados, Acho que nascemos um para o outro, e não há como mudar isso... E quando eu chego a pensar que me conformei em ter que viver sem você, percebo que a vida sem você é impossível, e o destino me mostra que não adianta fugir, porque eu e você ainda seremos um. O nosso futuro está pronto, basta esperarmos ele chegar. O nosso amor não é tão impossível assim... é pior um pouco....(25/03/02).

Tudo é muito pessoal e quase discreto!

BESTERIT`S

E aí ?

Qual é a boa?

“E de onde menos se espera, dali mesmo que não sai nada....”

Choro de amor

22-03-04 = ... E em meio a tantos sentimentos, já nem sei mais o que pensar, em um momento me sinto o máximo por sua causa, e um momento depois, você faz sentir-me o mínimo. É estranho saber que um desejo se constrói, e no momento seguinte, não mais existe. Não é possível que não tenha significado nada para você... estávamos tão sintonizados, e, ..., você sempre foi tão carinhoso, mas... acho que quero mais que o teu carinho. Fico bolada, e não entendo mais nada; não sei porque foi acontecer justo agora, já que convivemos por tanto tempo e nada aconteceu; não que eu não tenha gostado, de forma alguma, já que isso é algo que desde que convivíamos eu queria (muito) ... mas..., ainda não é só isso que eu quero, eu quero mais de você.

Eu não sabia que mexeria tanto comigo te reencontrar, aliás, eu sempre soube a alegria que me dava te ver, mas jamais pensei que poderia te tocar, e não imaginei o quanto poderia ser indescritível te sentir de perto; Fiquei bolada, afinal, somos amigos, mas pra mim você nunca vai ser só um amigo... Você vai ser sempre o amigo que eu gostaria de ter aos sábados, domingos e feriados... o amigo que eu gostaria de poder cuidar, que eu gostaria de poder provar todos os dias... é, você é o amigo que me fez bolar... você é o amigo por quem estou apaixonada, mas não posso te dizer isso... seria o meu fim, ter que declarar o meu amor ao amigo que muito pouco lembra de mim. Um amigo como você é o que eu quero... espero que não tenha sido tão insignificante pra você... espero que eu, não tenha sido insignificante pra você... espero que todo aquele desejo não tenha virado pó, cimento ou areia, espero que nada do que se passou atrapalhe o nosso relacionamento, principalmente agora, que eu infelizmente, te amo....

... minha lua

(26-03-2004)//: E de hoje em diante, nada mais será o mesmo... todos os dias penso isso, e me engano querendo não pensar em você. E de todo o mundo, nenhum espaço me contém, estou espremida em meio a tanto querer, em meio a tanto espaço vazio... em meio a tantos momentos, apenas você parece me prender e me fascinar, por um motivo cujo qual eu mesma desconheço. Quer me prender em teus olhos, pelo simples prazer de me aprisionar... Quer me fazer feliz do seu jeito... do seu jeito irresponsável, do seu jeito louco... e como sempre, é como se fosse a última vez. É essa falta de estabilização que me incomoda, apesar de eu muito te amar.... Espero que esse doente sentimento não me corroa, mas te comova, e te traga pra mim... porque mesmo apesar do seu jeito irresponsável de ser, eu te amo demais........... 27-03-2004 = é, você parece realmente não se importar comigo, mas não tem problema, eu continuo te adorando pelo que você é...

***

Por que você fica fazendo-me sentir uma criança?

Não entendo, e já que você é tão metido a inteligente, será que pode me explicar, ou vai preferir calar e manter a minha agonia diante da tua presença?

Eu só quero saber se você faz de propósito ou se é sem querer, se for a segunda opção, tudo bem! Mesmo sem compreender, me conformarei com a resposta, mas se for a primeira, eu só quero saber “por quê?”

Não gosto de me sentir assim... não gosto de ficar sem ação, nem menos gosto de me sentir infantil, mas é assim que me sinto perto de você: me sinto uma criança enciumada que parece não querer crescer. Sua presença me deixa instável, e... por que você faz isso? Se faz isso de propósito, como faz, e faz por quê? Quais são os seus objetivos? Eu já perdi o rumo nos seus olhos, e não quero me confessar ....... é por isso que me sinto uma criança, esperando seu melhor amiguinho para brincar................

Esse seu jeito me deixa meio estonteada, e não gosto de me sentir fora de mim, não gosto de perder a consciência, mas é assim que você me deixa, talvez seja sem querer, mas se não for: pare de brincar comigo.....

Você me causa um incômodo confortavelmente desconfortável, quase sou capaz de querer viver o que sem querer acabo pensando e você está sempre nos meus pensamentos, me incomodando, agoniando e desestabilisando... me tornando o ser infantil que eu tanto fujo de ser.....

nem sei por onde começar a explicar, já que também ainda não consegui entender, bom, deixe-me procurar bem as palavras para não ter que me retificar depois. EH.... já que você mesmo disse que entende tanto sobre relacionamentos, e sobre o ser humano mesmo, pensei que poderia me ajudar; imagino que eu só precise mesmo é saber o que está acontecendo. Tenho sentido medo de continuar existindo, não é medo da vida, é medo do que tenho sentido em relação ao mundo que me cerca. Confesso que sempre fui um pouco depressiva, mas de vez em quando minhas fraquezas vem à tona, e não tenho conseguido reagir diante de alguns sentimentos profundamente agonizantes que tem me cercado ultimamente.

Estou passando por uma situação parecida com uma que já vivi, e que achei ter aprendido a lhe dar, mas agora, que estou de frente com esse mesmo “problema”, sei o que fazer, mas não tenho “coragem”; aliás, nesse caso, não há muito o que fazer, algumas coisas eu ainda tenho arriscado, mas tem sido difícil reagir de forma coerente, devido ao fato de ao invés de sentir-me forte, acabo agindo como uma criança, e essa infantilidade tem me incomodado muito . Não é nenhuma situação “nova” por assim dizer, mas continuo reagindo como da primeira vez, em todos os sentidos, e fico desnorteada, por ver que mais uma vez estou sendo vencida por um mesquinho sentimento. O que mais me aborrece, é não conseguir tomar a postura que a situação exige

*já que você mesmo disse que entende tanto sobre relacionamentos, e sobre o ser humano, pensei que poderia me ajudar;

*não tenho conseguido reagir diante de alguns sentimentos profundamente agonizantes que tem me cercado ultimamente.

* tem sido difícil reagir de forma coerente, devido ao fato de ao invés de sentir-me forte, ajo como uma criança, e essa infantilidade tem me incomodado muito .

*Não é nenhuma situação “nova”, mas continuo reagindo como da primeira vez, em todos os sentidos, e fico desnorteada, por ver que mais uma vez estou sendo vencida por um mesquinho sentimento...

O que mais me aborrece, é não conseguir tomar a postura que a situação exige... porque nessa hora... me sinto uma criança quase sem condições de existir

Estou precisando de você pelo seguinte: tenho tido fortes, profundos e agonizantes sentimentos, com os quais eu nunca soube lhe dar; Toda vez que tenho que passar por “tal” situação, fico assim, mas não consigo reagir, e ao invés disso, me sinto uma criança sem condições de existir. Me comporto sempre como uma criança que não quer crescer, e isso é o que mais me aborrece: saber que estou sendo vencida novamente por um mesquinho sentimento, e fico desnorteada............


Por que você faz-me sentir uma criança? Não gosto de ficar assim, meu mundo fica tão pequeno, e eu fico tão.... nem sei !!! Se você puder, me explique por quê isso aconteceu.... é estranho, ... mas é verdade, estou me sentindo uma criança, e nem sei por quê! A culpa é sua! Brincadeira, mas, já que você entende sobre relacionamentos, Talvez você compreenda até o que eu não posso explicar....



Rio Bonito, 06 de maio de 2004.

PALAVRAS

Posso encontrar palavras bonitas, mas o que procuro são palavras de profundo significado, que expressem parte das minhas emoções; mas o parto dessas palavras é sempre tão dolorido que não há palavras que descrevam o seu próprio sentido.

Em cada palavra emotiva que nasce, uma dor diferente surge e desaparece no mesmo instante em que se expressa.... Talvez não haja sentido em palavras tão profundas, filhas de um parto gerado pela dor; porém, expor minhas feridas é o que mais me interessa, tendo estas motivo para existir ou não.



/// Golpe errado ///

Estou mesmo com ciúmes, e daí? O que poso fazer, se te esquecer não é tão fácil o quanto parece? Bem que eu queria, mas infelizmente não é! Sei que errei em te escolher para ser meu rival, reconheço que foi prepotência achar que podia te ganhar, sem ao menos conhecer suas estratégias nesse jogo, mas agora, já foi, não tem mais volta! Você me chama de criança, me diz que somos amigos, me traz sem saber se estamos jogando, ou se é apenas impressão minha, e por fim, me ganha sem nem dizer se estamos ou não jogando. Concluindo: o que era apenas uma brincadeira, vira realidade, e o que não existia, agora existe e ganha intensidade; alguém a quem eu ignorava, faz parte da minha vida e domina por completo meus pensamentos, por isso me culpo.

Odiei ter dado a você a oportunidade de se fazer conhecer por mim ... odeio todos os seus truques de silêncio; odeio esse seu jeito de ... “puta barata”, que sorri me convidando a fazer parte do seu corpo, odeio essa sua forma de me agradar, fazendo-me sentir exclusiva em meio a tantos dos seus compromissos, e ... realmente, você me confunde! Assim eu quase penso que te amo...

Confesso que dei o golpe errado, não pretendia me apaixonar, pelo menos, não por você. O que fazer, realmente não sei, mas só aceitei deixar você entrar na minha vida, porque achei que seria capaz de te mostrar ter percebido o seu jogo, achei que teria condições de te vencer, porém, nenhuma dessas “achologias” me deram certeza de nada, só fizeram-me aproximar de você a toa, me aproximar de você para pensar estar te amando, para fazer crescer em mim um sentimento esquecido e quase morto, para me fazer morder a língua e ter que confessar o que eu nunca poderia imaginar. Porém, o que você quer que eu faça? Mate-me? Não tenho culpa de ter-me apaixonado pelo inimigo, errei na estratégia; com a intenção de te vencer, me aproximei demais e gostei do que conheci. Caí no seu jogo, não te mostrei o que queria, nem te venci.

Aproximei-me com a intenção de encerrar esse jogo, e de ganhar, mas deu tudo errado, você me conquistou e ganhou. Me trata como criança, ignorando toda a minha realidade, essa que eu também não posso te confessar, e para chegar ao fim de uma carta que expressa um jogo que nem sei se existiu, e que se existiu, eu entrei e perdi ... e... te entrego a frase final, como medalha do seu bom desempenho: você me conquistou! Acho que não é preciso dizer mais nada ...

Lauraine Santos.

10/08/2004

3ª feira

22hrs: 20 min.

Algumas de minhas letras

1º/ 07/2004_ Entendi o seu recado. Não precisa insistir em expor suas idéias, já me convenci que não sou para você.

Confesso que não gostei da idéia, mas, ser submissa a você é minha única saída.... detestei ter ouvido a verdade, e... sinto-me mal por ter confundido as coisas, e estarmos nessa situação. Estou me sentindo culpada, além de triste e angustiada.

Você tem razão! Existem pessoas que não estão prontas para ver, e eu não estava pronta para encarar que não pertenço ao seu mundo, e que jamais pertencerei.

E... você tem sua parcela de culpa, mas admito que o erro maior foi meu, de ter dado asas à minha imaginação, de ter deixado chegar aonde estamos e de tudo o mais que se possa imaginar relacionado a esse assunto.

Sinto-me culpada por ter me permitido chegar a tão ridículo ponto, de confundir sonho com realidade....

Tua ausência

As lembranças voltam a me perturbar.

Teu rosto continua vivo em minha memória,

E meus sentimentos se reviram dentro de mim procurando pela

Tua ausência.

Procurando não ter que te encontrar.

Ainda sinto por nós dois,

E minha memória ainda me reprova por não mais eu te ter,

Por eu não ter sido capaz de cuidar de você o quanto merecias,

O mundo me condena por não ter me dado conta do quanto te

Amava. E no entanto, só o que posso fazer agora,

É te pedir perdão, mesmo tendo consciência de que o erro foi seu,

Mas... te amo tanto, que sou capaz de assumir todos os seus erros

Para que você não tenha que pagar por eles no inferno.

É pena que seja um pouco tarde para te dizer isso,

Porém, creio que nunca seja tarde, para se descobrir o quanto se

Ama alguém..

Gélido

Acho que minhas mãos estão tremendo.

Por que você faz isso comigo? Não entendo!

Algo está acontecendo, o que é não sei.

Aliás: o que você está fazendo comigo?

Perdi a noção da lógica, meus sentidos se confundem com você.

Penso estar ganhando ao mesmo tempo que não penso nada.

Você chega a km de distância, e faz como as fosse se

Aproximando, e ao mesmo tempo, é como se estivesse apenas

Me colocando contra a parede. Você está me levando a loucura... Com um sentimento confuso e quase mesquinho.

Um sentimento sem objetivo, talvez, com o único objetivo de existir dentro de mim. Estou em um conflito louco, com a alma aflita e o coração apertado... e haja o que houver, um dia deixarei de te amar!!!!!!

Conclusões

Palavras dizem sempre as mesmas coisas, mas sempre tornam-se pequenas e insignificantes perto dos meus profundos sentimentos.

Sinto-me uma pedra viva, e tudo o que tenho a fazer é vegetar, se é que pedra vegeta!

Fico paralisada diante de sentimentos tão confusos, aonde sinto-me sensivelmente insensível.

Quero que as pessoas tirem suas precipitadas conclusões a meu respeito, e me julguem de acordo com o seu querer. Quero absurdos, e não acho errado o meu querer, acho errado, o não conseguir. Quero mais de mim mesma, nem que para isso, eu fique sem alma, mas preciso de todo o meu existir para continuar existindo. Preciso de você, este mais de mim que está guardado, e que eu preciso para continuar existindo!

Nazismo

Esse nazismo da atualidade, que rejeita o homem em sua realidade. Esse fascismo da sociedade, que vira sua face para não ver a marginalidade crescente, que destrói tudo, até o que chamamos de gente!

Esse nazismo da atualidade, que despreza o homem em sua realidade.

Esse fascismo disfarçado, que volta sua face aos seus interesses;

Mas não disfarça a marginalidade evidente,

Que destrói, que corrói

A uma sociedade quase inexistente;

Quase inexistente, por esse sistema doente...

04/09/04 E quando a gente cresce, os sonhos que antes eram distantes, tornam-se impossíveis de realizar... são obstáculos, momentos, tudo o que nos cerca... a realidade torna-se abstrata, enquanto os sonhos se convertem em pesadelos intermináveis. Assim é o mundo dos adultos: fazemos o que não queremos, e o que queremos, é distante demais para ser alcançado por mesquinhos mortais.

É sempre assim, o mundo girando ao contrário, com alguém segurando o planeta, enquanto nada acontece, enquanto tudo se move e nada remove o meu lugar de quase inexistência.

04/09/04 _ se eu tivesse conseguido o que tentei não estaria nessa, não teria caído nesse erro, nem estaria me arriscando tanto... podia ter tido outros erros, mas nenhum tão grave quanto o de agora, mas, deu tudo errado, todas as outras tentativas foram frustradas.

Este é o fim de pessoas como eu, que passam a vida esperando que um milagre caia do céu, e realize seus desejos. Esse é o meu fim, estar sempre só em meio a multidão, e ser apenas mais um, nada mais que isso possa significar.

Fico aqui, esperando que você se lembre de mim; telefone, mande carta, bata tambor, ou, na melhor das hipóteses, mande um e-mail, me convidando a fazer parte da sua vida, mas, sei que sei que não é isso o que você quer, sei que não faço parte da sua vida, e também sei que você nunca se lembra da minha existência, nem poderia, não fiz nada para marcar presença em sua vida, não sou grande o suficiente para te chamar atenção, nem tão bonita para fazer você olhar para mim, e... contra todos esses fatos não há argumentos, e com tantos argumentos, não há sentido em continuar lutando; lutar por um fim sem início, é lutar por uma história que não existe e não gosto de fazer nada em vão.

Vã é palavra que me corrói, ela não necessita existir para corroer-me, pois por mim mesma me basto. Sou auto-suficiente para fazer e desfazer-me, para existir ou ocultar-me. Não faz diferença nenhum dos seus atos, suas atas estão mal escritas, e odeio erros de gramática, principalmente, se vindos de você. Seus erros me esgotaram, e apesar de neste momento estar perdida, isso é o que menos importa, desde que você esteja perto de mim para manter a minha auto-suficiência, tudo bem, desde que você esteja por perto para manter a minha auto-suficiência...


Lauraine Santos

Eu- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Tentando mudar

Descrever sentimentos: será que vou ter que sempre fazer isso?

Espero não ter que conviver com tanto sofrimento para manter minha inspiração. Estou desanimada.

Camuflando de gripa a minha depressão e falta de vontade de sair da cama.

Gosto de MPB, mas estou tentando ser jovial e agir como as pessoas normais da minha idade: mudei de estação, estou ouvindo a Jovem Pan. Até que é legalzinho, dá pra sobreviver, e é até engraçado, divertido, apenas me pergunto até quanto mais terei que mudar para alcançar o meu ideal... e nem sei se vale a pena ter algum ideal... ideais costumam ser sinônimos de utopia, e de utopia, já estou esgotada!

Já me bastam os meus sentimentos que insistem em me iludir, em me machucar. Cansei de mim! Não me agüento mais. Não me suporto, e não tenho, infelizmente, como me livrar de mim.

São tantas coisas. Sentimentos sinceros, paixonites agudas, jogos por diversão, jogos valendo vidas, jogos de amor, vícios, prisão ao psicológico, apego ao jogo de palavras e de idéias; a mania de avaliar e tentar adivinhar o futuro. Eu e minha visão de mundo: minha inútil, míope, deficiente e cega visão de mundo.

Sinto muito por mim, mas é assim! Sou assim! Até morro sentindo auto piedade, e sabendo que esse é o mais egoísta dos sentimentos, porém, se sou assim, me condeno: aceito a morte como punição. Suicídio não é justo, então, na medida do impossível vou sobrevivendo com a minha condenação, até que o meu dia chegue, justiça seja feita e eu pague a minha pena... o.k.! É isso apenas!


Lauraine Santos

23.09.2005

Eu só queria saber a realidade....

Eu só queria saber se esta realmente existe... caso não seja tudo um sonho: pra que vivemos??? Se o mundo não é completo, como ser complexo?? Só o que é completo é complexo. Ou seria ao contrário?? Os dois são lógicos! O incompleto é complexo porque está sempre faltando alguma peça que nunca será encontrada. O completo é sempre complexo... por ser completo é também extenso... de forma que a mente humana não alcance! Enfim, nada se justifica por si só!

Pessoas.. o que pensam?

Pessoas que usam chapéu.

Pessoas que usam óculos escuros.

Pessoas que compram carro.

Pessoas que trabalham em serviço público.

Pessoas que trabalham em publicidade.

Pessoas que tem os pais separados.

Pessoas que gostam de política

Pessoas que gostam de música eletrônica.

Pessoas que têm de tudo o que querem.

Pessoas que desde sempre são mimadas.

Pessoas que não expressam o que pensam.

Pessoas que “comem pelas beiradas”.

Pessoas... Qual o perfil dessas pessoas?

O que elas realmente pensam?

O que elas realmente sentem?

Onde viveram?

Qual o ambiente?

Como é a família?

Como é o trabalho dessa pessoa?

E o convívio?

Tem amigos de verdade, ou apenas vivem cercadas por interesseiros?

Pessoas que usam a Internet.

Pessoas que vivem, que são a olho nu bem sucedidas...

O que realmente vivem?

Que perfil psicológico a cerca?

Quem saberia responder???


Quem saberia entender ou explicar a alma humana?

A filosofia...

A psicologia...

A história...

Não. Nem mesmo o tempo consegue definir o raciocínio lógico...

Nenhum raciocínio lógico consegue ser sempre lógico.

Enfim, eu tento entender você,

Eu tento saber o que o cerca e o que o preenche,

E você se fecha, sabe lá Deus o por que !

Às vezes acho que atingi o mais profundo da sua alma,

E por isso você tem medo.

Não deveria, mas você tem medo de que eu o manipule.

Eu só quero o seu bem,

Sou incapaz de fazê-lo sofrer, mas você insiste em temer ao meu olhar,

Teme às minhas palavras...

Tem medo das conclusões corretas que eu possa chegar ao seu respeito.

Tem medo de que eu descubra a sua dor,

Tem medo de que eu toque na sua ferida e te faça sofrer...

Não! Não estou aqui para isso.

Esse não é o meu objetivo.

Eu não quero te ver sofrer e nem te manipular.

Esse tipo de coisa não faz parte do meu estilo,

Pois tudo o que eu quero é você... e nada mais!

Portanto, PAAAARA de se trancar para mim!!!

O seu silêncio só me prende mais a você!

Não deveria, mas você tem medo de que eu o manipule.

Eu só quero o seu bem,

Sou incapaz de fazê-lo sofrer, mas você insiste em temer ao meu olhar,

Teme às minhas palavras...

Tem medo das conclusões corretas que eu possa chegar ao seu respeito.

Tem medo de que eu descubra a sua dor,

Tem medo de que eu toque na sua ferida e te faça sofrer...

Não! Não estou aqui para isso.

Esse não é o meu objetivo.

Eu não quero te ver sofrer e nem te manipular.


Lauraine Santos

Qual é?

Enrolei-me com tudo e não consegui nada, ou, penso não ter conseguido, porque penso que não consegui o que quero. Consegui muitos admiradores, muitos amores, mas somente a um amei de verdade, e justo esse um, resolveu não prestar a atenção em mim.

A vida é cruel, e esses fatos fazem parte da vida. Tudo acontece, e ser maduro consiste em passar bem por todas as situações, mesmo que estas sejam constrangedoras, frustrantes e marcantes para o resto da vida. Ser adulto é isso! É saber lhe dar com o sofrimento, é desaprender que temos que demonstrar nossos sentimentos, é até sentir vergonha de dizer que ama a alguém...

· Qual o subtexto da sua pergunta? Você quer saber o quê, se estavam me mentindo? Olha, acho mesmo que não. Pela sua pergunta, pelo menos pra mim ele não mentiu, pois de fato, estou percebendo que falou de mim pra você, e que mentiu a meu respeito... mas não sobre o que quero de você... portanto: acho que não preciso dizer mais nada. Ok?!?!?!!?!

Nada a escrever....

Nada a declarar, a não ser que te quero d+....



Lauraine Santos

Esconde - esconde

Não estou me escondendo de você,

Te quero muito. Te quero demais e nem sei como dizer isso.

Até estou tentando fugir, mas não é de você,

Fujo é dos meus sentimentos.

Fujo de te querer ainda mais do que o que quero,

Fujo de querer te pertencer,

E só eu sei o quanto quero isso....

E meu medo se revela assim.

A explicação que encontro é essa,

O amor, a realidade...

Tenho medo de que esses elementos não se completem.

Tenho medo de que falte você nessa realidade.

Tenho medo de ficar sozinha assistindo a sua felicidade longe de mim.

Tenho medo, porque sei que não vou conseguir ser feliz longe de você...

Não sei se você conseguiria entender isso....

Só não enlouqueça pensando que estou me escondendo de você

Porque se tem alguém a quem me mostro de forma integral,

Esse alguém é você.

E você sabe disso!!!

Sabe o quanto te quero.

Sabe que eu só te quero.

Sabe que me desperta o desejo mais profundo de amar..........

Sabe o quanto esse desejo deseja apenas você.

Temo pelas nossas diferenças.

Temo pelo preconceito da sociedade,

Temo pelo meu próprio preconceito formado pela sociedade,

Eu adoraria desfilar com você

Mas você também sabe o quanto isso nos seria prejudicial.

Você também sabe que seríamos crucificados pela hipocrisia humana...

“ É só pensar em vc q muda o dia....minha alegria dá pra ver... não dá pra esconder... nem quero pensar se é certo querer o que vou lhe dizer.... um beijo seu e eu vou só pensar em vc... se a chuva cai e o sol não sai penso em vc..... vontade de viver mais em paz com o mundo e comigo....” Chico César

A eterna luta pela democracia

Desde sempre a busca pela igualdade! Revolução Francesa, Revolução Industrial, Inconfidência Mineira, “Conjuração Baiana”, Guerra dos Farrapos... “Independência ou Morte”, a morte de Tiradentes. A libertação dos escravos. A queda do absolutismo... Parlamentarismo... A conquista do voto, “das diretas”. A era Juscelino Kubistcheck desmoronando, dando voz ao militarismo; à Ditadura, ao direito de permanecermos calados e inertes, sem reação às repressões ideais ( das idéias ).

A superação da Ditadura através da arte, as idéias combatendo o poder, combatendo a força armada... A inteligência vencendo a ignorância. A reconquista do poder de voz do povo... Comemoramos a Livre Democracia. Elegemos e depomos o presidente COLLOR.

O poder de decisão na mão do povo...

“Na voz de Deus...” ( a voz do povo é a voz de Deus ).

Depois disso ainda há muito mais!! O país ficou nas mãos de um candidato da “direita”, com várias cidades governadas por cidadãos da “esquerda”. Hoje, temos ao contrário, o país nas mãos de um esquerdista “RADICAL”, e vários estados, e /ou cidades, guiados por partidos destros... Enfim, aparentemente, vivemos em um país ALTAMENTE DEMOCRÁTICO, com respeito a todos os ideais... Porém, nenhum deles funciona... Esquerdistas, destros ou radicais de qualquer dos lados.

O que vivemos hoje ainda é a ditadura, porém sem revolução.

Ta tudo aí: PCC, MENSALÃO, AMBULÂNCIAS, E BINGO! Nada é feito.

Ninguém ainda foi para rua pintar a cara! A mídia manipula e reprime o poder de expressão, enquanto ( o plenário ) congresso expressa livremente o seu poder de execução!!!

São mais de 400 ladrões, e nenhuma cara se pinta contra! Foi uma multidão contra um, um Collor; e agora, sem apoio, nem manifestação da mídia, o povo também não se manifesta; não se deseja a revolução. Estão todos acomodados, esperando que a mudança profunda aconteça divinamente... Esperando que os ladrões sejam como o arrependido da cruz, que se convertam ao cristianismo, virem bonzinhos, e retribuam ao povo pela paciência e fé que tiveram em sua mudança?!?

Ora, sejamos sinceros... Há quanto tempo o povo vem sendo estuprado pela corrupção?! Há quanto tempo o povo vem se sujeitando a essa violência gratuita, miserável e porca?!

E você, o que tem feito para mudar esta realidade; o que tem feito par deixar de ser a VÍTIMA dessa situação?!

O que VOCÊ tem feito para não ver seus filhos serem violentados como você esta sendo?! Você trabalha o dia inteiro, não vê seus filhos crescerem, não consegue a vida financeira equilibrada que tanto deseja; você chega cansado em casa, liga a TV, assiste ao jornal, lamenta a miséria ( que é a única coisa que a TV noticia ), agradece a Deus por não ser com você, nem com nenhum de seus entes queridos!!!


Lauraine Santos

“Vida real... como é que eu troco de canal???” engenheiros do Hawai...

O CUPIDO É MALIGNO!

Massss... não fui atingida. Até estou tentando, só que está difícil!

Também pensei que conseguiria, saberia fazer meus sentimentos ficarem mais maleáveis, e estou vendo que me enganei! Conheço todas as estratégias dele. Primeiro usou o silêncio, não deu certo; foi à outro pólo, começou a me procurar d+, e novamente não deu certo. Agora ele está tentando ser... “natural”, mas conheço essa tática, sei que são truques, sei que tudo faz parte desse “joguinho de sedução” e não consigo me envolver com isso... de truques, já bastam me os meus!!! Ainda se fosse algum truque novo ou desconhecido seria mais fácil, mas é impossível cair num velho e conhecido truque... de silêncio, de palavras, de naturalidade, enfim, estou ficando vacinada contra mim mesma.

Por outro lado, nem sei bem o que dizer, é tanta coisa aparentemente quase insignificante... como de hábito, quero levar a situação às últimas conseqüências e, não chegamos nem na metade do caminho, ficou uma situação mal resolvida, e o pior: CAMUFLADA! Pois declaradamente não existe nada, nem a intenção, mas no subliminar, paira algo tão complexo que não consigo saber o que é, nem saber se é bom ou mal. O problema é que estou impaciente, ansiosa pra resolver logo esse “romance holywoodiano”, enquanto o mundo se mostra indiferente, e não posso fazer nada, estou de mãos e pés atados! Como resolver um problema que “não existe”??? [ q no caso, existe camuflado, e pode dar ao mundo 1000 saídas, 1001 alternativas, entende?]- [ talvez seja um novo truque, se for: tô ferrada, corro o risco de cair. Apesar de que tô ligada.].

O único jeito agora é me matar de esperar, não posso resolver um problema que “não existe”. Não tem jeito, eu só vou sossegar quando definitivamente eu ouvir e tiver certeza de que o mundo vai me dizer NÃO. Mas disso vc já sabia, né? Até quem não me conhece sabe disso. Só estranho o mundo jogar melhor do que o universo, o normal seria o universo jogar melhor já que... nem preciso citar os motivos para pensar assim, pq vc tbm sabe que o lógico seria isso!

Já em outros casos, é + tranqüilo! Temos jogo limpo, entre a gente não existe máscara, vc me conhece bem d+, o nosso jogo é a sinceridade, e apesar das doideiras, confio nessa cabeça oca, até pq, acima de qualquer coisa sempre tivemos uma amizade bem sólida!

Já dei um passo no escuro, só me falta encontrar o interruptor!! Já dei um passo no escuro, só me falta encontrar o interruptor!! Já dei um passo no escuro, só me falta encontrar o interruptor!! a gente as vezes tem medo da felicidade!!

A idiota do ano.


Confesso que sempre tive conhecimento da minha incapacidade, mas agora, mais do que nunca, vejo o quanto esse grau é significativo. Tento fugir, pensar em outras coisas, esquecer do assunto, mas é impossível! Minha incapacidade me persegue aonde quer que eu vá, e não me deixa esquecer do seu valor teórico e prático.

Queria aprender a conviver com isso, mas é impossível!

Aonde quer que eu vá, vou fracassar;

seja no que for, vou fracassar;

posso tentar fazer qualquer coisa, e antes mesmo de começar,

já sei que vou fracassar.

Finjo que está tudo bem, que isso não abala o meu ego, mas não consigo, porque sempre falta algo chamado: CAPACIDADE!

Existem coisas permanentemente fora do lugar, e eu sou uma dessas coisas que estão sempre fora do lugar; sou uma dessas pessoas inconvenientes, e ando mais perdida do que a realidade.

Eu só queria ser capaz de fazer algo por mim mesma.

Eu só queria me dar um pouco mais de credibilidade;

Eu só queria poder existir de acordo com o que julgo necessário para a minha felicidade... mas me sinto incapaz de conquistar minha felicidade, me sinto incapaz de fazer algo por mim mesma.

O pior é saber que não depende de mim a minha felicidade, o que mais dói, é saber que não tenho culpa de ser o que sou, de ser o que não lhe agrada, não tenho culpa de não poder existir do jeito que lhe prenderia, não tenho culpa de não ser do jeito que eu quero ser.

Não me foi dado o direito de escolher meu físico, intelectual, nem ciclo social. Pra ser sincera, lhe acho quase fútil, mas queria tê-lo, e por não conseguir, sinto-me pior ainda, por ver que não consigo conquistar nem a um ser tão fútil, ou seja, sou DE TODO inútil. Minha capacidade anda muito limitada e jogando contra mim, ao invés de estar a meu favor, porém, “c` est la vie!”, E “assim seja”.

Não pretendo mais lutar contra a correnteza. Cansei de nadar já sabendo que no final vou fracassar por causa da minha incapacidade, (até no que não tive a oportunidade de escolher...) estou em desvantagem e perdendo pra vida, é melhor não insistir e terminar por aqui, antes de fracassar novamente.

Lauraine Santos.