segunda-feira, 27 de julho de 2009

Preciso sentir-me viva novamente...

Preciso sentir-me viva novamente!
Ter emoções positivas, fortes, instintivas!!
Preciso sentir a vida circular em meu sangue, em minhas veias, em meu abstrato mundo real!

Preciso descobrir novamente os desejos, as paixões, os impulsos naturais a uma pessoa da minha idade.

Preciso sentir-me viva novamente!
Procuro formas paliativas de solucionar essa ausência de desejo vital que tem me faltado, mas nada satisfaz! Não consigo enganar meus sentimentos.

Platão não conhecia o mundo virtual, mas a tecnologia comprova sua teoria de que é na ideia que tudo se processa. Ou, quase tudo...

Tento satisfazer-me na ideia, nas lembranças de quando sentia-me viva, e a sensação é tão boa, que temo ficar aprisionada às lembranças de maneira que jamais consiga sair dela.
/tenho medo de surtar, de fugir a realidade/

O dia-a-dia me corrói.
A rotina me detona!!! Acaba comigo! Deixa-me sem vida! Deixa-me ainda mais platônica e inerte aos ideias traçados como alvos.

Hoje, não me basta só amar.
Preciso de muito mais. Preciso amar, viver, arriscar, sentir, gritar, cantar, pular, SORRIR!
Preciso sentir a adrenalina jorrar no sangue de repente, preciso sentir o sangue em si correndo dentro de mim...

Preciso de paixão, tesão, emoção, intensidade, razão, profundidade!!
Preciso de mim... preciso-me viva! Viva, sentindo a vida sem tanta precisão do exato, do correto, do politicamente correto...
Quero a explosão da mais íntima sensação de estar vivo!
Quero não só racionalizar a mais essencial razão de viver: Quero sentir, quero viver!!

Mesmo sem estar conseguindo, aproveito meu momento deprê para dizer ao mundo que quero viver! Que preciso viver!! Que...

Preciso sentir-me viva novamente...


Lauraine Santos.

Um comentário:

MARIA SOARES disse...

SENTI-ME ANALFABETA COM TANTA CULTURA, INSPIRAÇÃO E SUTILEZA.
ESTE É UM DE SEUS DONS!!!!